A Verdade Sobre Energia Masculina e Feminina – Terceira Parte | Mastering Alchemy

A Verdade Sobre Energia Masculina e Feminina – Terceira Parte Retirado de uma serie de webinars sobre “Relações Durante a Mudança”
 
Nos últimos dois meses definimos energia criativa masculina (linhas rectas e ângulos) e energia criativa feminina (espirais e curvas). Explicámos o que acontece quando estas se encontram desequilibradas entre elas, quando uma domina e a outra é fraca. Entenda-se que estamos a falar da sua energia criativa e não de tipos de corpos ou géneros. Também mencionámos algumas das formas como cada um de nós chega a esses pontos de desequilíbrio. Leia os artigos anteriores. Contêm também muita informação.
 
Quando as nossas energias criativas masculina e feminina se encontram alinhadas, equilibradas e a funcionar bem entre elas, significa que nos encontramos na quarta dimensão superior. Tal como já mencionei antes, todos nós oscilamos entre a terceira e quarta dimensões ao longo do nosso dia-a-dia. Vivemos em ambas simultaneamente. (Para uma explicação sobre as diferenças entre a terceira, quarta e quinta dimensões, veja os artigos “O que SÃO a 3ª e 4ª Dimensões” e “A vida na 5ª Dimensão”). De uma forma sucinta, palavras que contêm uma vibração elevada tais como fluir, riso, comunidade, co-criação, respeito, admiração, equilíbrio, sentem-se quando nos encontramos na quarta dimensão. Ao contrário das palavras densas e mais lentas tais como competitividade, depressão, culpa, acusação, vítima que só se sentem quando nos encontramos na terceira dimensão. Na quarta não existem carências nem limitações. Não existe “ter que” ou “não poder”, e não se “erra”.
 
Quando uma energia masculina saudável se relaciona com uma energia feminina igualmente saudável, a criatividade masculina consegue ter espaço e oportunidade para novas ideias e construir novos planos. Encontra motivação e vontade de aprender, crescer e expandir para novas esferas de possibilidades. Sente-se valorizada e com apoio para explorar novas estruturas onde a energia feminina poderá vir a criar. A energia masculina saudável também gosta de uma energia feminina equilibrada e diz: “Como é que eu posso ajudar, nutrir e providenciar nesta criação feminina? Como é que eu posso ajudar a realizar os seus sonhos? Juntos podemos criar novos mundos”. Isto ocorre dentro de cada um de nós, tanto individualmente como numa relação externa. O homem prepara a terra para a mulher plantar os vegetais e as ervas. Tenho a certeza que já viu duas pessoas juntas (ou mais) a realizarem coisas maravilhosas em equipa. Recorda-se do Steve Jobs e do Wozniak?
 
Quando a energia feminina se encontra alinhada e equilibrada com uma energia masculina saudável, contém a estrutura e os andaimes necessários para a criatividade. Pode fácil e apaixonadamente desenhar, planear, executar e realizar os seus sonhos. Consegue focar-se nos seus estudos e pesquisa, na sua escrita e habilidades, na música e na matemática de que gosta tanto. A energia masculina quando equilibrada oferece estrutura, segurança e estabilidade. É confiável. Tem uma direcção, força e um sentido de protecção para a energia feminina poder criar em segurança e com permissão. Quando a energia feminina se sente segura e com permissão torna-se expansiva e criativa. O masculino cria o recipiente ou campo que oferece à feminina - um espaço confiável para criar e ser feliz. É neste equilíbrio de troca (dar e receber), que a fluência ocorre. E é então que a energia feminina pode dizer, “Quero uma casa”. “Quando é que eu disse isso?” responde ela, “O que eu queria dizer era que queria mudar-me para a praia e ter ali uma casa”.

E a energia masculina sorri e diz: “Eu posso construir-te uma. De que tamanho e de que cor?”.

Existe depois um dar e receber, uma cooperação, uma co-criação. A feminina diz: “O que criaste é maravilhoso. Podemos ter um jardim também? É possível adicionar umas casinhas para os passarinhos? E que tal…?”. Á medida que a energia feminina vai criando e expandindo, a masculina vai expandindo a estrutura para dar todo o espaço para as suas curvas e espirais. Existe um equilíbrio. Existe uma excitação pela paixão de criarem em conjunto. Um exemplo do que se passa comigo: eu construo com todo o prazer uma rede para a Roxane. E ela feliz planta os feijoeiros.

Neste equilíbrio da quarta dimensão superior, a combinação destas energias criativas torna-se muito poderosa e tem a capacidade de olhar para a terceira e dizer, “Eu oiço a opinião que tens de mim sobre eu não valer a pena, mas não é por esse caminho que eu quero ir. Muito obrigado”. Não existe discussão ou negociação. Não se atira energia nem ninguém fica invalidado. Fazemos a nossa escolha e vamos à nossa vida, criando o espaço e a permissão para que o outro vá à sua vida também.

Alinhando o Masculino e o Feminino

Na primeira e segunda partes desta série foram descritas quatro formas em que o feminino e o masculino se podem encontrar dessincronizados e foi sugerido que observássemos outras pessoas que se encontrassem nesse tipo de mundos e que demonstrassem aquelas características. Essa observação e curiosidade continuam a ser uma boa ideia.

Uma outra forma de identificar, experienciar e começar a enraizar a energia feminina e masculina no nosso processo criativo é a vibração das palavras. As palavras são uma forma simples e fácil de reestruturarmos o equilíbrio da energia criativa feminina e masculina. Dei-vos o exemplo de sete palavras poderosas, as Sete Palavras Vivas, tanto em registos áudio como escritos que se encontram nos arquivos. Estas palavras fazem parte do nosso alinhamento natural, do amor que cada um de nós é – a essência que sempre fez parte de nós mas à qual virámos costas por darmos mais importância às relações com os outros “ali” do que à relação connosco “aqui”.

Deixe-me dar-lhe uma noção de como a natureza masculina e feminina se expressa nestas sete palavras (e noutras). Seja flexível. Não existe a maneira certa ou errada de o experienciar.

As palavras masculinas têm linhas rectas e ângulos. Quando nos tornamos numa dessas palavras ou a vestimos fazendo com que se torne energeticamente presente no nosso espaço, passamos a ter a noção das suas linhas rectas e ângulos. Palavras femininas têm curvas e espirais. Por exemplo, a palavra Capacidade tem uma natureza masculina. Respire fundo e sinta no seu corpo a força de ser Capaz. É possível que sinta vontade de endireitar as costas, alinhar a cabeça e puxar os ombros um pouco para trás. É uma sensação de “Sim, eu sou Capaz”. No inicio pode fingir que o sente. Neste caso a palavra Capaz contém uma estrutura inerente. Pode ser experienciada como uma palavra masculina. Sinta a sua estabilidade.

Adicione agora a vibração e o sentimento de ter a Certeza sobre si próprio. Existe alguma coisa que considere que faz correctamente? Consegue apertar os sapatos? Tem a Certeza? Consegue faze-lo sempre? Claramente que sim. Eu tenho a Certeza e sou Capaz. Deixe o seu corpo ser e sentir essas palavras. Permita que formem um recipiente (masculino) onde a energia criativa feminina tem espaço para ser. Sem uma estrutura e um recipiente as palavras femininas e a energia criativa espalham-se sem sentido nem direcção. Quando despejamos água em cima de uma mesa sem termos um copo, molhamos tudo.

Encontre agora o sentimento da palavra Fluir. É como expirar. Esta palavra contém uma energia mais feminina. Fluir não tem estrutura. Consegue agora Focar (palavra masculina) a sua atenção na palavra Fluir enquanto se sente Capaz e com Certeza? Cada um de nós contém energia criativa feminina e masculina. Fluir, ser Capaz e ter a Certeza. Experiencie e deixe-se levar pela fluência feminina e não irá apenas sentir-se Fluir como também irá gostar de si.

Gostar de nós próprios não tem fronteiras, nem ângulos, nem linhas. Gosto de Mim! E se der Permissão a si próprio? Permissão não tem linhas. É como “Uau, eu consigo!”. Está a construir um recipiente com as palavras Certeza, Foco e Capaz para poder Fluir e ter Permissão de ter a sua liberdade. Procure outra palavra feminina. Por exemplo Gentileza é muito poderosa e muito feminina.

E agora uma ultima palavra: deixe Apreciação começar a Fluir no seu espaço. Deixe-se Apreciar a Capacidade e a Certeza que agora tem Permissão para experienciar. Permita-se manter bastante Focado nisso.

Um outra sugestão: crie uma lista de palavras masculinas e femininas. Vista cada uma delas em cada dia. Faça experiencias. Comece por escolher uma palavra “masculina” e encontrar o seu aspecto feminino. É provável que comece a reparar nas linhas rectas e nos ângulos da palavra Certeza mas veja se consegue tocar também o seu aspecto “feminino”. Uma criação feminina é capaz de conter Certeza quando o filão de alfaces que ela acabou de plantar irá com certeza germinar. A palavra feminina Meiguice também contém um lado masculino. Como quando um avô pega no seu neto com meiguice. Vê a relação?

Pode também começar a observar como cria no seu dia-a-dia. Comece a incorporar intencionalmente e com consciência ambas energias criativas masculina e feminina. Por exemplo: se tem um grande projecto no trabalho como desenhar uma nova campanha de marketing, é importante perceber o orçamento que tem e quanto custam anúncios online. Também é importante perceber as limitações e as especificações do tamanho/cor necessárias para a publicidade. Se em vez disso simplesmente começasse de imediato a desenhar anúncios (feminino), sem perceber a estrutura do sistema (masculino), acabaria talvez por obter um resultado bonito mas inútil. Construa primeiro a estrutura ou fundições e depois crie alegremente dentro dessa estrutura.

Você é poderoso. Grande. Significante. Nunca foi pequeno. E sempre foi aquela criança Capaz e talentosa com Certeza e que se sentia Confortável. Apenas permitiu que um adulto o desviasse momentaneamente. Mas agora esse momento acabou. Agora voltou a ser Capaz, a ter a Certeza e a encontrar o seu Foco. Encontra-se novamente Confortável na sua Apreciação e Permissão, tal como quando era aquela pequenina criança.

Quando equilibramos esta energia criativa feminina e masculina e começamos a escolher qual usar e em que situação, o mundo à nossa volta muda significativamente. Passa a girar em torno de nós. Passamos a ser a única pessoa que conta e quando conseguimos começar a escolher com consciência de que forma criar, percebemos que a nossa luz interior se torna tão magnética que o nosso serviço aos outros acontece naturalmente e sem esforço.

Por Jim Self