A Verdade Sobre Energia Masculina e Feminina - Primeira Parte | Mastering Alchemy

A Verdade Sobre Energia Masculina e Feminina - Primeira ParteRetirado de uma serie de webinars sobre “Relações Durante a Mudança”
 
Esta Mudança de consciência é profunda. É fundamental e está a acontecer de dentro para fora. Está a mudar a nossa maneira de pensar, a nossa percepção das coisas e as nossas crenças. Irá alterar a forma como captamos o mundo à nossa volta e, mais importante de tudo, irá mudar a nossa relação com absolutamente tudo aquilo que conhecemos. É muito emocionante. É muito expansiva.
 
Uma das coisas de que tenho consciência é que no início o Criador disse: “Eu quero-me conhecer até ao limite dos limites para perceber quem sou”. Na realidade o Criador estava a dizer: “Eu quero-me conhecer em relação a (e com) tudo o que me rodeia.” Isto quer dizer sobre relações; sobre a nossa relação com tudo o que nos rodeia e como o percepcionamos desde o nosso interior.
 
Na terceira dimensão a energia feminina e masculina surgem muito desequilibradas. Já alguma vez jogou um jogo sem conhecer as regras e mesmo assim continuou a jogá-lo? Como por exemplo o mercado da bolsa. Como é que fez? Muitos na terceira dimensão não conhecem as regras e não sabem como ter sucesso e sair a tempo. Tomar consciência e compreender as regras das estruturas da terceira e quarta dimensões é uma forma de começar a viver na parte mais elevada da terceira dimensão e também na quarta. Conhecer as regras do jogo que jogamos é muito importante. Muitos nem sequer exploram as regras porque estão muito ocupados a andar do passado para o futuro e não passam um momento consciente no tempo presente.

Relacionamentos são o jogo mais importante do planeta e a maioria de nós não conhece as regras. Consequentemente não sabemos jogá-lo de forma fácil e com sucesso. Temos relações com tudo o que nos rodeia. A nossa percepção das coisas é fundamental e afecta a maneira como experienciamos as pessoas e o que nos rodeia. Muitos de nós entendemos relação de uma determinada maneira porque algumas pessoas exteriores a nós disseram: “Estas são as regras: deves fazer isto, deves conduzir a tua vida desta forma. Isto é verdade/falso; isto é verdade e aquilo é falso. Damo-nos com este tipo de pessoas mas não com aquelas ali”. Por outras palavras, as nossas relações são condicionadas desde a nossa infância. A terceira dimensão é condicional. Na terceira dimensão não existe nada “incondicional”. Incondicionalidade começa com o tempo presente na quarta dimensão. Sim vivemos na terceira e quarta dimensões simultaneamente. E é a nossa escolha consciente, ou inconsciente, que nos leva para uma ou outra em cada momento.

Um dos aspectos fundamentais, ou uma das “regras” do jogo das relações, é entender energia masculina e feminina. Não estou a falar do físico, homem e mulher, marido e mulher, pai e filho, ou amantes. Estou a falar da natureza inerente a cada um de nós, na nossa expressão da energia criativa masculina e feminina. Se não compreendermos o que é energia feminina e masculina, podemos ficar muito desequilibrados.

Alguma vez reparou que o masculino e o feminino não comunicam no mesmo comprimento de onda? De certa forma o masculino e o feminino parecem ter grandes falhas de comunicação na realidade da terceira dimensão. Existe uma razão muito boa para isto. Vou ilustrar a diferença entre o masculino e o feminino da maneira mais simples possível. Vou usar o conceito de geometria. Não se assuste com a palavra geometria. De uma forma simples, a energia masculina é constituída por linhas rectas e ângulos. A energia feminina é feita de curvas e espirais. Não existem linhas rectas e ângulos na energia feminina e não existem curvas e espirais na energia masculina. A energia feminina é muito energética e rápida. A energia masculina é lenta e tediosa. De uma forma simples poderia dizer-se que a energia masculina contém 40 pontos e a energia feminina 140. A energia feminina é muito expansiva, criativa e fluida. A energia feminina consegue fazer 25 coisas ao mesmo tempo enquanto anda às curvas e rodopia. A energia masculina diz “linhas rectas” – siga a direito. Vá do ponto A ao ponto B ao ponto C e de volta ao ponto A. Ambos tipos de energia criativa são perfeitamente válidos para se ter à disposição em criações equilibradas.

Porém, a energia masculina sem a energia feminina não está completa, não se sente apreciada; não é estimulada ou valorizada. Sente-se incompleta. Não estou a falar dos homens, e ainda assim, estou, estou a falar dos homens. Não estou a falar das mulheres mas também estou a falar das mulheres. Acima de tudo estou a falar do seu equilíbrio feminino e masculino pessoal. A energia feminina sem a masculina não está completa, sente-se desamparada, sem foco, dispersa e instável; sem sentido e consequentemente, sem a noção de sucesso.

Masculino-forte. Feminino-fraco.

Na terceira dimensão quando a energia masculina se encontra desequilibrada pode revelar-se de diversas formas. Sinta aquilo que vou dizer de uma forma muito pessoal. Veja se o consegue aplicar à sua própria energia criativa. Oiça as palavras e leia também nas entrelinhas. Quando a energia masculina sente que não é suficientemente capaz, quando lhe disseram que nunca iria ter sucesso, que não merece nada e que não tem valor, fica desequilibrada. Para compensar, a energia masculina pode demonstrar uma força falsa. Fica mais ou menos de peito inchado e diz: “Tenho estas ideias fantásticas e estes grandes sonhos, quero liderar e criar isto. Eu sei o que estou a fazer. Sigam-me.” Tudo isto é muito real. E quando uma mulher se encontra fraca e com medo, é tímida ou solitária, vê neste homem inchado o par ideal. De facto, a Lei da Atracção dá a cada um exactamente aquilo que estão a pedir. O resultado, porém, é parecido com isto:

Se desenhar na sua mente uma linha recta e depois fizer outra em ângulo a sair da primeira. (Ver o diagrama ao lado). A energia masculina comanda, “Vem comigo. Eu é que sei. Tenho este sonho fantástico. Vou construir uma casa maravilhosa para ti em Toronto, no Canadá.” E a energia feminina responde, “Ó que maravilha. Eu também quero uma casa em Toronto.” As energias masculina e feminina começam juntas no mesmo ponto da linha e a masculina vai à frente; e a feminina, porque tem curvas e espirais, começa a criar. Escolhe cores novas, tecidos novos e desenha a paisagem. Está delirante e contente por estar a criar o seu ninho. A energia masculina continua em frente mas depois os seus hábitos de medo e auto-desconfiança surgem. A energia masculina hesita e fica com medo de cair. “Não sei o que fazer porque me disseram que sou um inútil, que não valho nada,” e a energia masculina duvida da sua capacidade e abandona a ideia de construir a casa. A energia masculina tinha construído 80% da casa nova. Fez 80% do caminho daquela linha azul e depois diz, “Não, eu acho que nos devemos mudar para um clima tropical e vai ser muito melhor e podemos ter uma casa na praia no Hawai. Eu sei o que é melhor. Segue-me até ao Hawai.”

A energia feminina, que andava às voltas por Toronto a criar, tem de parar. Sente-se incompleta. Vê-se incapaz de cumprir os seus planos. A energia feminina diz, “Ah, bem, ok, uma praia tropical seria bom. Adorava ter uma casa de praia no Hawai. Eu amo-te e confio em ti.” E eles mudam-se, mas ela sente-se incompleta. Ele também se sente incompleto, mas começa a construir a casa no Hawai. Ela compra o chão de bambu, as plantas e as flores de hibisco.

Mais uma vez, 80% no processo, o desequilibrado masculino “forte” diz: “Bem, eu penso que tenho de mudar de emprego, o que quer dizer que temos de nos mudar para Londres. Vem comigo para Londres e podemos ter a casa na praia numa outra altura.” Uma vez mais a energia feminina sente-se incompleta. A energia masculina conduz o processo e a energia feminina começa a sentir-se frustrada e zangada e até talvez ressentida. A criatividade feminina sente-se despojada porque estava muito animada com a ideia da casa na praia. Estava a tornar-se muito criativa porque é isso que a energia feminina faz. A assim por diante.

Na segunda parte vamos falar sobre o que acontece quando a energia feminina é forte e a masculina é fraca, e mais das outras duas possíveis configurações.

Por Jim Self